Vilmar Carneiro Wanderley

25/08/2015

Artigo:

Participação do Economista no Setor Público

Profissionalmente, o economista no Brasil nasceu e sem mantêm em estreita conexão com o setor governamental. Numerosos pontos estratégicos nos governos são predominantemente ocupados por profissionais com domínio das ciências econômicas.

A necessidade do setor público de atuar sempre com uma visão ampla e global, requer um profissional formado com a visão holística - própria dos economistas, pela sua formação generalista adquirida nos estudos das ciências econômicas. Isto qualifica os economistas como profissionais sensíveis e preparados para gestão de resultados – prontos para atuar em ambientes multiprofissionais tanto no nível federal, quanto estadual e municipal. Nas economias capitalistas, seu objetivo é examinar como funciona o setor público em uma economia de mercado, analisando quais funções primordiais que o governo deve exercer, comparando isso com a real situação do ambiente onde esteja inserido.

Os economistas atuam na formulação de planos e ações, na análise de conseqüência de cada decisão político-econômica e no planejamento para o desenvolvimento de projetos que no futuro serão concretizados com a aplicação das informações compiladas e interpretadas sob o ponto de vista da melhor relação de custo-benefício para a sociedade. No campo profissional de atuação no governo federal a maior parte dos economistas está nos ministérios da Fazenda e do Planejamento, no Banco Central e nos ministérios setoriais de maior interação com a sociedade. Para um Economista conquistar uma vaga nos setores governamentais, é necessário estar bem informado e muito bem preparado com tudo que diz respeito sobre a economia de uma Cidade, de um Estado, de uma Região, do país e do mundo – hoje principalmente, tem que possuir amplo domínio sobre as tendências e rumos da economia global.

De todas as atividades que podem ser exercidas por um economista, talvez a de maior destaque esteja no setor de Planejamento das Políticas Governamentais, que tem como objetivo obter melhorias nas condições de vida da população. Assim no setor público o trabalho do economista exige cautela, pois cada medida econômica provoca também impactos políticos e sociais em todos, com conseqüência que podem ser tanto benéficas, quanto não.

Dado a importância de sua participação no governo, o Economista procura direcionar a viabilidade dos recursos escassos, propondo soluções eficientes aos problemas de ordem econômica, o que torna essa, uma atividade de grande responsabilidade, pois, o desenvolvimento e o equilíbrio na economia dependem disso. O Brasil e os brasileiros precisam de profissionais com desprendimento - qualificadas e com espírito público, defensores da ética e atuante em defesa de todos em prol do bem estar social, que atuem com cautela e habilidade, fatores que vem tornando cada vez mais imprescindível, tal qualificação profissional.


Assine!

Assinando nosso NewsLetter abaixo você receberá nossas últimas atualizações por e-mail totalmente grátis!

Nos acompanhe!

Nossa Localização

Endereço:

Quadra 104 Sul (ACSE 01), Conjunto 04 Lote 12, Sala 107

Palmas-TO - CEP: 77020-020

Entre em contato!

Telefone:

(63) 3215-2886 / 3215-8660

E-mail

coreconto@gmail.com

Funcionamento

Horário de funcionamento
das 8:00 as 14:00.
Conselho Regional de Economia do Tocantins - Todos os direitos reservados