Vilmar Carneiro Wanderley

23/11/2015

Artigo:

Notícias x informações

As informações do país contrastam fortemente com as notícias circulantes. Esta é uma constatação dos grandes ícones da economia internacional, durante o Seminário Econômico Brasil Japão, realizado no início deste mês, em São Paulo.

O Brasil é uma das maiores nações do mundo, com 200 milhões de habitantes. Logo, é um mercado que desperta desejo global, com alto potencial de consumo e baixa dependência do mercado externo. Por ser uma das dez maiores economias do mundo, as oportunidades de expansão nas relações comerciais internacionais são muito grandes. Hoje, o país participa com apenas 1% desse mercado global.

Entre os principais argumentos pontuados pelas lideranças internacionais para justificar o otimismo com relação ao Brasil, está o fato de que o país possui bases democráticas sólidas, mantendo seus pilares bem consolidados; a Constituição Brasileira continua sólida e incontestável e as instituições representativas da sociedade estão bem fincadas. Sobre o Congresso Nacional, contrariando a tônica de que a corrupção é “generalizada”, destaca-se que dos deputados federais e senadores eleitos, de mais 90% não são alvo de denúncias. O Poder Judiciário cumpre altaneiramente seu papel e o Ministério Público age como protagonista em defesa da ética e moral nacional.

Ainda contrariando os pessimistas, também é fator de confiabilidade entre os investidores internacionais o fato de que as 27 unidades federadas estão em ação, dentro dos ditames Constitucionais, com seus governos e parlamentos operantes e em harmonia; assim como nos 5.570 municípios brasileiros, com seus gestores e seus 57.434 vereadores.

No Brasil, as instituições representativas do setor produtivo - tais como a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com suas federações e sindicatos, bem como todas as suas extensões informativas, educacionais e de lazer - estão muito bem estruturadas e agindo de forma proativa em busca da superação da crise econômica. O agronegócio brasileiro continua pujante e se contrapõe ao cenário da crise política, desmistificando as informações cotidianas veiculadas na mídia nacional. No setor primário, o crescente número da produção e processamento de alimentos se alinha às demandas do Brasil e do mundo.

O Sistema Educacional e Científico, de forma geral, vem numa ação crescente e proativa. Por sua vez, nenhum dos programas nacionais de desenvolvimento - viário, portuário, energético e petrolífero - está cancelado ou totalmente paralisado. Da mesma forma, os programas de assistência e estabilidade social, inclusive na área de segurança alimentar, estão sendo reenquadrados dentro dos parâmetros orçamentários da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Lei Orçamentária Anual (LOA), porém, nenhum está inoperante.

Explicitar estas vantagens e buscar atrair mais investimentos para os estados, precisa ser uma constante entre os agentes de desenvolvimento. O Estado do Tocantins recebe, diariamente, empresários nacionais internacionais que buscam novos mercados. Aqui, potenciais investidores apresentam seus projetos e conhecem o potencial do Estado. Hoje, além dos incentivos fiscais ofertados pelo Estado, os empresários encontram no Tocantins um ambiente favorável e de alta credibilidade, porque o Governo e seus agentes cobram do investidor apenas duas coisas: 1 - que os empregos gerados favoreçam os trabalhadores do Estado; 2 - que os investimentos e ativos e obras, na medida do possível, possam ser contratados com empresários sediados no Estado do Tocantins.

Durante o Seminário Econômico Brasil Japão, um testemunho chamou a atenção, por partir do proprietário de uma rede de lojas que possui 64 unidades no Brasil. Segundo ele, “quem trabalha muito e sequer tem tempo para se concentrar na “gravidade da crise”, está crescendo e expandindo seus negócios e lucros, aproveitando a oportunidade dos que se curvam ao noticiário e se encolhem”.


 Vilmar Carneiro Wanderley, Economista e Conselheiro do Corecon-TO


Assine!

Assinando nosso NewsLetter abaixo você receberá nossas últimas atualizações por e-mail totalmente grátis!

Nos acompanhe!

Nossa Localização

Endereço:

Quadra 104 Sul (ACSE 01), Conjunto 04 Lote 12, Sala 107

Palmas-TO - CEP: 77020-020

Entre em contato!

Telefone:

(63) 3215-2886 / 3215-8660

E-mail

coreconto@gmail.com

Funcionamento

Horário de funcionamento
das 8:00 as 14:00.
Conselho Regional de Economia do Tocantins - Todos os direitos reservados